KURMASANA – Postura da Tartaruga

Alguns asanas são muito difíceis, e até impossíveis de realizar para os iniciantes. Kurmasana é um destes asanas.
É preciso ter sim uma boa flexibilidade e alongamento. Mas a dificuldade não está só no físico. Este asana foi um dos que trouxe-me a mais intensa experiência emocional. Não vou descrevê-la, por enquanto, para não sugestionar a percepção individual de cada um de vocês ao experimentarem pela primeira vez.  Em breve volto pra contar tudo que eu senti em minha primeira experiência neste asana. Foi muito forte, marcante e determinante em mim.

Eu costumo dizer que é mais difícil entender como fazer do que fazer mesmo  Kurmasana.
Vamos lá.

Foto by Gi Seghese

Como fazer:

1-  Sente-se com as pernas fletidas e afastadas, mantenha os pés apoiados no chão e a coluna ereta.
2-  Coloque os cotovelos na parte interna das pernas, bem próximos dos joelhos, e apoiar as mãos no chão.
3- Leve o tronco um pouco à frente, enquanto vai passando as mãos por baixo dos joelhos, até que suas mãos fiquem do lado de fora dos joelhos.
4- Lentamente, vá esticando os brações, sempre com as palmas das mãos voltadas para o chão, e esticando também as pernas. Este movimento de braços e pernas levará o tronco à frente por consequência.
5- Respeite seus limites, observando sempre ‘Ahimsa’ (não violência) e ‘Satya’ (verdade), ensinamentos do sábio Patanjali.
6- O jeito mais fácil de desfazer, principalmente se você é um iniciante é virar as palmas das mãos para cima, o que facilitará a flexão dos cotovelos, fletir levemente os joelhos, e ao mesmo tempo, e bem devagar, trazer as mãos à frente e elevar o tronco.
7- Permaneça alguns segundos, de olhos fechados, percebendo cada sensação em seu corpo e toda transformação alcançada.

Benefícios Físicos:

  • aumenta a flexibilidade das articulações dos ombros, dos quadris, escápulas
  • fortalece a musculatura abdominal e o diafragma em especial
  • auxilia em problemas digestivos
  • alonga e massageia a parte inferior dos pulmões
  • relaxa ombros e pescoço
  • aumenta o fluxo sanguíneo para o cérebro
  • acalma a mente e prepara para a meditação
  • é um poderoso rejuvenescedor

Benefícios Emocionais:

Considerando que a tartaruga representa o elemento Terra, ao praticar Kurmasana, podemos sentir um profundo aquietamento, e o peso verdadeiro do corpo físico.
Conta a lenda hindu, que Vishnu tomou a forma de uma tartaruga, Kurma, para salvar a humanidade em uma batalha entre Devas (seres não humanos poderosos, tidos como divindades) e os Asuras (inimigos dos deuses ou demônios).

Essa batalha pode ser sentida quando praticamos o asana. Ao mesmo tempo que sentimos o peso do corpo, a alma parece elevar-se. Ao mesmo tempo que sentimos as amarras das mãos pelas pernas, experimentamos a livre sensação de entrarmos no mais íntimo de nós mesmos, e nos descobrirmos.

Há um misto de medo e poder em Kurmasana.
Só mesmo experimentando pra você perceber e descobrir tudo que lê aqui ou em outros textos.
Por que asana do Hatha Yoga, é ciência experimental.
Não dá pra aprender lendo.
E não dá pra ensinar escrevendo.
Vivenciar é o único caminho.

Se tiver dificuldades, procure um bom profissional.
E boa prática!!

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *