Conhecendo Varanasi – ÍNDIA – FEV/2019

Varanasi: Nosso segundo destino.
Para mim um momento muito esperado. Tenho um certo fascínio pela Índia, mas alguns lugares, por motivos que desconheço, tem um significado ainda mais especial.
Varanasi é uma das cidades mais antigas do mundo, e a mais sagrada da Índia. Podem imaginar o tanto de energia que se sente ao passear pelas ruas da parte mais antiga da cidade, à beira do Ganges?  São mais de três mil anos de homens e mulheres, percorrendo essas ruas e os ‘ghats’, locais onde se fazem os rituais à beira do rio sagrado.

É muito intenso, e não há blindagem forte o suficiente para te impedir de sentir essa energia.

Participamos de um Aarti no Dashashwamedh Ghat, no final da tarde. Um ritual que acontece todos os dias, ao por do sol, reunindo milhares de pessoas, envolvidas em cânticos, absorvidas pelo majestoso espetáculo proporcionado pela coreografia dos sacerdotes com o fogo. É um lindo espetáculo, muito diferente de tudo que conhecemos como manifestação de fé e de religiosidade.

Amanhecemos dentro do Ganges no segundo dia em Varanasi, apreciando o nascer do Sol,  e pudemos ver bem de perto alguns hábitos hindus como a prática de asanas do yoga, os banhos, mantras e oferendas à mãe Ganga.  Também foi fantástico visitar Sarnath, um parque de cervos, local escolhido por Buddha para oferecer seu primeiro sermão. Isso torna Sarnath um dos mais venerados sítios budistas.

Tiramos uma foto, com todo o grupo, abaixo de um ficus sagrado e milenar, onde Buda sentava-se. Imaginem mais uma vez a energia deste lugar. Impressionante aqui, foi notar a presença de pessoas das mais variadas crenças de fé. Para todos este é um lugar sagrado, não importa qual seja a religião, ou filosofia, ou fé. Budistas, hinduístas, cristãos, muçulmanos, todos maravilhados pela força e poder de um ser Iluminado.

Em Varanasi também tivemos a oportunidade de caminhar pelas ruas da parte mais antiga da cidade, e de fazer algumas compras, afinal, não somos de ferro…rs! Este é um lugar onde o sagrado está em cada partícula suspensa no ar. Uma cidade milenar, com mais de 3 milhões de habitantes, que vivem num evidente e contínuo esforço para desenvolver-se sem desprender-se da alma espiritual desta cidade tão sagrada.

Passar por aqui é descobrir que o impossível é na verdade, perfeitamente possível.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *