Pra que servem os heróis?

Você tem um herói de sua preferencia?
Vamos combinar que os super heróis de estórias em quadrinhos não são reais, eles são fruto de uma imaginação que aposta na ideia de que “alguém irá me salvar”.
Então, podemos considerar o herói de sua preferência se ele for um mito, pode ser um santo, um anjo, e pode ser também alguém que você conhece e que está aí bem perto de você.

Heróis são seres dotados de poderes, são fortes e determinados. São seres incansáveis, não abandonam uma jornada, qualquer que seja a dificuldade, e ao contrário do que pensamos, não são invencíveis. Porém, não se dão por vencidos, e buscam se fortalecer ainda mais para o novo combate. Um herói quando identifica um outro herói, mais forte e mais resistente,  busca com austeridade reconhecer estes poderes diferentes. Que poderes este herói possui? Quais as forças que ele possui que eu não possuo ainda? E o herói faz isso para tornar-se ainda mais e mais forte.

Heróis não se cansam de ser heróis, não são heróis só as vezes e não tem individualidade.
Heróis são heróis o tempo todo.

E você já se perguntou para que servem os heróis?
A resposta mais provável será: Para salvar vidas!
Ok, é sim uma verdade. Mas, analisando com um pouco mais de perspicácia, fica parecendo que tem que haver dor, sofrimento e a desgraça de alguém, para que um herói tenha função.
Fica parecendo que o herói fica sentado lendo revista em quadrinhos, até que seu símbolo apareça no céu como um pedido de socorro, e ele parte para salvar mais uma vida.

Complexo, eu sei. Mas é por que nesta resposta estamos delegando exclusivamente ao herói o poder e a força.
Neste ponto de vista, nos esquivamos da responsabilidade sobre nossas próprias vidas, e nos alienamos ao poder e força de um herói. Fica bem mais fácil assim né?

Heróis servem para mostrar aos “normais” quanta força e poder está disponível dentro de sues próprios corações.

Herói é o termo atribuído ao ser humano que executa ações excepcionais, com coragem e bravura, com o intuito de solucionar situações críticas, tendo como base princípios morais e éticos. Além de bravura e coragem, um ato é reconhecido como genuinamente heroico quando a pessoa desempenha ou toma determinada atitude de modo altruísta, ou seja, sem motivos egoístas ou que envolvam o seu ser, mas apenas o bem-estar ou segurança de terceiros.*

Na mitologia grega, na mitologia hindu e em muitas outras, os grandes heróis ou mitos eram semi-deuses, ou personagens que estavam numa posição intermediária entre os homens e seus deuses.
Ou seja, nem lá nem cá. Nem fácil, nem impossível.

Tudo que os heróis ou mitos desejam, é despertar no homem comum, a compreensão deste heroico poder em si mesmo. Heróis existem para que um exemplo possa ser seguido, e não para se tornar um símbolo, inatingível e por isso, idolatrado.
E a grande vitória de um herói é saber que seu exemplo de altruísmo, de força e de coragem transformou 1 homem ao menos, em herói.

Heróis não servem para salvar a vida de ninguém. Eles servem pra mostrar que ninguém precisa correr riscos, e que todos podem desenvolver a capacidade de usar suas próprias forças, e que todos podem ser heróis.
Basta ter atitudes de heróis!

E boa vida de herói pra você!

Namastê!

*Retirado do site www.significados.com.br

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *